ABR - Academia Brasileira de Rinologia

Pergunte ao Especialista

Pode ser feito cirurgia do septo e dos cornetos nasais junto com a cirurgia estética do nariz?
Dr. Washington Luiz Almeida
Sim. Em se tratando de obstrução nasal causada por desvio do septo, raramente realizamos apenas a septoplastia ( cirurgia do septo nasal) e, na grande maioria das vezes, associamos a referida cirurgia com a dos cornetos nasais, porque quase sempre existe um componente obstrutivo do corneto contra lateral (hipertrofia compensatória do lado contrario ao desvio), que precisa ser corrigido. Estas cirurgias podem ser feitas junto ou não com a cirurgia estética do nariz.

Em algumas situações, quando o paciente tem uma giba (dorso muito alto) e /ou a ponta nasal caída ou ainda o nariz torto, além da correção do septo e dos cornetos, temos que intervir também na pirâmide nasal (parte externa do nariz), pois estas alterações dificultam a admissão do ar pelas narinas e, mesmo com o septo e os cornetos corrigidos, o paciente continua com queixas de obstrução nasal.

Em casos de cirurgia estética do nariz, sempre que houver um componente obstrutivo, pelo septo e/ou pelos cornetos, eles sempre devem ser corrigidos no mesmo ato cirúrgico. Mesmo que não haja queixas de obstrução, o cirurgião tem a obrigação de examinar minuciosamente as cavidades nasais, porque pequenos desvios, notadamente na parte mais anterior e alta do nariz, pode inicialmente não causar problemas, porém em uma rinoplastia (cirurgia plástica do nariz) de redução, este pequeno desvio, antes inofensivo, pode ser a causa de obstrução nasal pós-operatória.

Não devemos esquecer que a principal razão da existência do nariz é promover suporte para a função respiratória. Portanto, podemos fazer cirurgias funcionais (septo e cornetos) sem serem associadas com a estética, porém quando realizamos a cirurgia estética do nariz quase sempre temos que associá-la a cirurgia funcional, porque é difícil separar a forma da função e a cada mudança da estética, tem-se uma alteração da função.

Com o avanço das técnicas cirúrgicas empregadas nas correções das alterações funcionais e estéticas do nariz, só podemos considerar como sucesso cirúrgico se a boa aparência externa estiver de acordo com um bom resultado funcional; não adianta ter um nariz bonito que não exerça suas funções respiratórias.

Seu Médico

Localize o especialista mais próximo de você

GN1 Copyright 1974-2017 - Academia Brasileira de Rinologia -
Av. Indianópolis, 1287 - Planalto Paulista - São Paulo - SP - Fone: (11) 5053.7500