ABR - Academia Brasileira de Rinologia

Pergunte ao Especialista

Dúvidas sobre rinite alérgica
Dr. Olavo Mion
1- A rinite alérgica tem cura?

O tratamento para a rinite alérgica é longo, para toda a vida. Nenhum medicamento cura a rinite, eles controlam a doença. O paciente vive bem, como qualquer pessoa, mas ao parar a prevenção, ou a medicação, os sintomas voltam. Existem várias medicações para o tratamento das rinites. Sabendo qual o tipo de rinite que você tem, existe sempre o melhor remédio para cada pessoa. Às vezes são necessárias várias tentativas para saber qual o melhor remédio para determinada pessoa.O melhor remédio para rinite alérgica é o seu otorrinolaringologista ou alergista que vai receitar.

Por este motivo, a prevenção é o que melhor existe para a rinite alérgica. Não entrar em contato com as substâncias que causam alergia é a melhor maneira de ficar sem os sintomas. Faça sempre lavagens nasais com soro fisiológico ou soluções salinas vendidas em farmácias.

2- Existe tratamento com vacinas para a rinite alérgica?

O tratamento com vacinas, a imunoterapia, é eficaz, mas funciona somente em pacientes com rinite alérgica, e não outros tipos de rinite. O paciente deve ter o teste alérgico positivo para os antígenos usados na vacina. Devem ser aplicadas com critério médico, e por longo tempo. Quando realizada desta maneira, é provável que a necessidade do uso de medicamentos irá diminuir, porém os cuidados ambientais deverão sempre ser mantidos.

3- Existe prevenção para a rinite?

A prevenção é o que melhor existe para as rinites, especialmente a alérgica. Não entrar em contato com as substâncias que causam alergia é a melhor maneira de ficar sem os sintomas. Faça sempre lavagens nasais com soro fisiológico ou soluções salinas vendidas em farmácias.

Os produtos para higiene pessoal são aqueles que não tem odores fortes e não contém corantes e outras substâncias artificiais desnecessárias. O sabonete e shampoo de glicerina são os melhores.

O colchão deve ser de espuma e coberto com capa protetora, assim como o travesseiro. Evite ao máximo tudo que acumule poeira, e não tenha animais em casa. Existem lojas especializadas em produtos para alérgicos. Procure informar-se de alguma próximo à sua casa.

4- Como vou saber se tenho alergia a determinado agente?

A Rinite Alérgica é diagnosticada através dos sintomas, mas para saber exatamente a quais alérgenos específicos o indivíduo reage, pode-se fazer um teste alérgico cutâneo, ou um RAST (exame de sangue).

5- Por que espirro tanto?

Os espirros são uma defesa do organismo contra substâncias indesejáveis no nariz. O nariz tenta expulsar os alérgenos que estão causando a alergia, mas acaba sendo muito pouco efetivo, por isto são necessários a prevenção e o tratamento para as rinites.

6- A rinite pode levar à sinusite?

A rinite quando não tratada, pode causar várias consequências, uma delas é a sinusite. Dependendo do paciente, ele pode ter asma associada á rinite, e quando esta piora, a asma também piora. A otite média serosa também pode estar associada á rinite alérgica.

7- Qual a causa da rinite alérgica?

O desenvolvimento da rinite alérgica varia de pessoa para pessoa, mas existe uma forte relação familiar. Os genes transmitidos de pais para filho dão condições para que este desenvolva rinite. A grande causa do desenvolvimento da rinite alérgica, é uma predisposição do individuo a ter uma reação imunológica no seu organismo, iniciada quando ele entra em contato com um agente alérgeno, como ácaros, pólens, baratas, gatos, cachorros, levando ao aparecimento dos sintomas da rinite.

8- Meu filho tem roncos, nariz entupido todo o tempo, e espirra muito. O que ele tem?

Seu filho tem sintomas que se assemelham aos da rinite alérgica, mas também pode ser uma sinusite, ou realmente uma hipertrofia de amígdalas e adenóide. Os sintomas são muito semelhantes. Consulte um otorrinolaringologista para diagnosticar o problema corretamente.

9- O que é rinite vasomotora?

A rinite vasomotora, ou também chamada de rinite idiopítica, é um dos tipos de rinite. Os sintomas são os mesmos das outras rinites, mas geralmente o que difere, em relação às outras rinites, é que na vasomotora a rinorréia (nariz escorrendo) é o que mais incomoda o paciente. Isto é o que geralmente acontece, mas no seu caso pode ser diferente. A rinite vasomotora tem como característica, o teste alérgico negativo.

Ou seja, não existe reação alérgica da pessoa quando entra em contato com as substâncias alérgenas, como poeira e mofo. Outros exames também são negativos, como o RAST. Mesmo assim, o paciente tem os sintomas de rinite. Provavelmente a origem do problema é vascular, ou neuro-vascular, mas nada ainda foi cientificamente comprovado.

O tratamento é muito semelhante ao da rinite alérgica, mas o seu médico é que vai instituir o melhor tratamento. Não se esqueça de fazer lavagem nasal com soro fisiológico diariamente, por volta de 4 vezes ao dia. A lavagem é muito importante no tratamento da rinite. Se você fizer as lavagens nasais corretamente, sua rinite vai melhorar aos poucos.

10- Existe tratamento homeopático para rinite?

Ainda não existe nenhuma comprovação científica de que a homeopatia funcione como tratamento da rinite. Estudos ainda estão sendo realizados e muitos mais são necessários para comprovar se o tratamento é eficaz.

11- Quem tem rinite pode fazer natação?

A natação é excelente para auxiliar no tratamento, e seu filho deve continuar a fazer esportes. Procure locais onde a limpeza da piscina não seja feita com cloro, pois este pode causar irritação no nariz. A vida deve ser normal, deve-se apenas evitar os agentes alérgenos.

12- Minha rinite piora no inverno, mas também tenho sintomas no verão.

Realmente as sintomas pioram no inverno, com o ar seco e frio, com o aumento dos resfriados, e a piora da poluição. A poluição vem aumentando a cada ano, e talvez seja este o motivo pelo qual a sua rinite tenha piorado no verão.

13- Quando minha rinite está ruim, os medicamentos ajudam muito pouco.

A melhor atitude é evitar as crises. Depois que a crise já se iniciou, os medicamentos não funcionam tão bem, e você demora para melhorar dos sintomas. Para evitar as crises, use a higiene ambiental e a prevenção, evitando contato com poeira, substâncias químicas, cheiros fortes, perfumes. Faça bastante lavagem nasal com soro fisiológico ou alguma solução salina para lavagens nasais, para evitar que os antígenos alérgicos fiquem em contato com o nariz, assim evitando as crises. Mas quando começam os sintomas de crise, então você precisa consultar um otorrinolaringologista ou alergista de sua confiança.

14- Por que o meu nariz sempre apresenta um lado entupido? As vezes é o lado direito, outras vezes o esquerdo.

Em primeiro lugar, é muito importante, que um médico examine o seu nariz, para poder ver se existe problemas como desvio de septo ou outras alterações que possam explicar a obstrução (entupimento) nasal.

Normalmente uma das fossas nasais está mais obstruída que a outra, e a cada 2 a 4 horas, há uma inversão. Isto é, a fossa que estava mais entupida fica liberada e a outra fica obstruida. Isto é normal e chama-se de ciclo respiratório. Na verdade todos nós apresentamos este ciclo, mas não nos damos conta disto. Quando percebemos que ele está ocorrendo, É porque ele está exacerbado, e isto ocorre nos casos de rinite.

Quando a rinite fica muito intensa, normalmente este ciclo desaparece e passamos a apresentar obstrução nas duas fossas nasais, ou seja, não conseguimos respirar pelo nariz apenas pela boca.

15- Há mais de um ano uso frequentemente remédio (gotas nasais) para desobstrução nasal. Durante esse período fui a um otorrinolaringologista duas vezes e ouvi a mesma coisa: "pare imediatamente de usar este tipo de descongestionante..." O problema é que se eu simplesmente parar de usar esse medicamento, não consigo respirar pelo nariz, pois o mesmo obstrui-se. Já tentei mudar alguns hábitos, usar aparelhos para esterilização de ar, mas não consigo resolver o meu problema. Preciso parar de usar o medicamento, mas não consigo ficar com o nariz tapado sem fazer alguma coisa...

Tenho cura ?


Seu otorrinolaringologista tem toda razão em pedir para que você pare de usar este tipo de descongestionante típico. Por outro lado você também tem toda a razão em não conseguir isto, pois a obstrução que surge terminado o tempo de ação da droga é maior que aquela que você apresentava antes de usá-lo. Nos chamamos isto de efeito rebote. Este efeito surge com o uso crônico deste tipo de medicação. O tratamento para retirada deste medicamento consiste na administração por curto espaço de tempo de drogas capazes de aliviar a sua obstrução nasal. Além disto, seu médico vai investigar se você tem algum outro tipo de rinite, o que poderia fazer com que você voltasse a usar este remédio. Caso você tenha outra rinite, ele ir. tratá-lo para que você não precise voltar a usar os descongestionantes típicos por tempo muito prolongado.

16- Tenho resfriado constantemente, durante o ano todo. Como faço para curar este resfriado?

Se você acha que tem resfriado durante todo o ano, é porque você sente o nariz obstruído (tampado), tem rinorréia (nariz escorrendo) constantemente, tem espirros e prurido(coceira). Estes são realmente os sintomas da gripe e do resfriado, mas o resfriado dura de 7 a 21 dias, somente. E é quase impossível que você contraia um resfriado atrás do outro, quase sem intervalos grandes e definidos, tanto no verão quanto no inverno. E os resfriados estão associados a um mal-estar geral, certo calor no corpo e cansaço. Pode ser que você tenha rinite alérgica. Os sintomas de rinite alérgica também são os mesmos do resfriado, com a diferença de que geralmente não existe um mal-estar como o do resfriado. Mas a obstrução nasal, o prurido, a rinirréia, os espirrros, são exatamente iguais. A causa é que é diferente. O resfriado é causado por vírus, e a rinite por uma reação alérgica a alérgenos inalantes, que estão no ar atmosférico, que nós respiramos. O tratamento é diferente. Consulte seu médico para orientá-lo, um otorrinolaringologista ou alergista para o diagnóstico e tratamento correto do seu problema.

17- Como é feito o diagnóstico de rinite alérgica?

O diagnóstico da rinite alérgica é feito através da história clínica detalhada do paciente, sendo perguntado tudo que existe em relação à mesma, os fatores desencadeantes, como são os sintomas, e até como é a residência e o trabalho do paciente, se tem animais de estimação ou não. O exame físico é também muito importante, onde são vistas as evidências de rinite alérgica no paciente.

18- Quais exames são utilizados para o diagnóstico de rinite alérgica?

Os dois principais exames são o teste cutâneo e o RAST.

TESTE ALÉRGICO CUTÂNEO

O diagnóstico através do teste alérgico cutâneo é imprescindível em pacientes com rinite. Para podermos diferenciar qual tipo de rinite tratá-la adequadamente. O teste deve ser feito por médicos especializados no procedimento, e é de extrema importância que os extratos alergenos usados sejam de qualidade e não estejam estragados. Se estas condições não forem seguidas, o teste não tem validade. O teste é feito sobre a pele do braço ou das costas do paciente, onde são aplicadas punturas com uma agulha fina, com extratos de agentes alergenos comuns no nosso meio, como ácaros, poeira, fungos, cão, gato, pólens, e muitos outros, até barata. Espera-se 15 minutos, e se houver reação maior que a histamina, no local da puntura, o teste é positivo para aquele alergeno. Ou seja, o paciente é alérgico aquela substância.

RAST

Em algumas situações, podemos fazer a pesquisa de alergia através de exames de sangue (RAST).Com este exame, testamos o indivíduo para alergia, medindo o nível sanguíneo. O teste geralmente é usado quando os pacientes tem o risco de apresentar choque anafilático com o teste cutâneo, ou tem doenças de pele, ou não pode parar de usar as medicações anti-alérgicas para fazer o teste cutâneo.

Seu Médico

Localize o especialista mais próximo de você

GN1 Copyright 1974-2017 - Academia Brasileira de Rinologia -
Av. Indianópolis, 1287 - Planalto Paulista - São Paulo - SP - Fone: (11) 5053.7500